top of page
Buscar

Andar como Ele andou



Meu velho e saudoso pai, gostava muito da canção do padre Zezinho, Amar como Jesus amou. Essa declara que é preciso viver como Jesus viveu. Portanto, é preciso andar como Ele andou, ou seja, o desafio de todo aquele que se diz cristão, é ser um pequeno cristo para as pessoas com quem ele convive e para a sociedade onde está inserido. O apóstolo João, na sua primeira epístola o que precisamos fazer para andar como Cristo andou e, o apóstolo escreveu:


E sabemos que o conhecemos se obedecemos a seus mandamentos. Se alguém diz: “Eu o conheço”, mas não obedece a seus mandamentos, é mentiroso e a verdade não está nele. Mas quem obedece à palavra de Deus mostra que o amor que vem dele está se aperfeiçoando em sua vida. Desse modo, sabemos que estamos nele. Quem afirma que permanece nele deve viver como ele viveu. Amados, não lhes escrevo um novo mandamento, mas um antigo, que vocês têm desde o princípio. É a mesma mensagem que ouviram antes. E, no entanto, também é um novo mandamento, cuja verdade ele demonstrou, e vocês também a demonstram. Pois a escuridão está se dissipando, e a verdadeira luz já brilha. Se alguém afirma: “Estou na luz”, mas odeia seu irmão, ainda está na escuridão. Quem ama seu irmão permanece na luz e não leva outros a tropeçar. Mas quem odeia seu irmão ainda está na escuridão e anda na escuridão. Não sabe para onde vai, pois a escuridão o cegou. Escrevo a vocês, filhinhos, porque seus pecados foram perdoados pelo nome de Jesus. Escrevo a vocês, pais, porque conhecem aquele que existia desde o princípio. Escrevo a vocês, jovens, porque venceram a batalha contra o maligno. Escrevi a vocês, filhinhos, porque conhecem o Pai. Escrevi a vocês, pais, porque conhecem aquele que existia desde o princípio. Escrevi a vocês, jovens, porque são fortes. A palavra de Deus permanece em seu coração, e vocês venceram o maligno. Não amem este mundo, nem as coisas que ele oferece, pois, quando amam o mundo, o amor do Pai não está em vocês. Porque o mundo oferece apenas o desejo intenso por prazer físico, o desejo intenso por tudo que vemos e o orgulho de nossas realizações e bens. Isso não provém do Pai, mas do mundo. E este mundo passa, e com ele tudo que as pessoas tanto desejam. Mas quem faz o que agrada a Deus vive para sempre (1 Jo 2.3-17). 

Diante do que João escreveu, como é que podemos andar como Cristo andou?


Em primeiro lugar, para andar como Cristo andou é preciso obedecer os mandamentos de Deus. Não é conhecer, saber toda a teoria, mas sim vivenciar e guardar. Acima de tudo, é fundamental pôr em prática o que o Senhor diz em sua Palavra. Portanto, todo aquele que se afirma cristão, deve estar disposto a seguir o caminho do Mestre. Segundo Henri Nouwen, “Para sermos cristãos dispostos a acompanhar Cristo no seu caminho de esvaziamento devemos estar dispostos a desligarmo-nos constantemente de qualquer necessidade de destaque, e a confiar de forma cada vez mais profunda na Palavra de Deus”.

Em segundo lugar, para andar como Cristo andou é preciso desenvolver um relacionamento harmonioso com o seu semelhante. Ou seja, é preciso amar as pessoas e vê-las à luz dos olhos de Deus. Nesse sentido, cabe bem as palavras de Thomáš Halík: “Amar uma pessoa significa vê-la com os olhos de Deus. Se nós fôssemos verdadeiramente um com Cristo, e se o nosso olhar fosse transparente, afastaríamos dos nossos olhos aquela trave de preconceitos, de ambiguidades e de juízos, veríamos a verdade total e seríamos perfeitos no amor”. Assim, andar como Cristo andou, implica amar as pessoas sem preconceitos, sem julgamentos e entregarmo-nos a elas em amor.


Em terceiro lugar, para andar como Cristo andou é preciso manter uma vida de fé e comunhão com o Pai. Manter uma vida de intimidade com o Pai é permanecer fiel à Palavra e numa relação constante com o Ele. É ser uma pessoa que tem consciência de si mesmo, mas também sabe o que o Senhor fez e por isso, segue as suas pegadas.


Por último, para andar como Cristo andou é preciso viver de maneira desprendida, ou seja, é preciso ser uma pessoa que investe e ama pessoas, que não se prende ao ter e sim ao ser. É uma pessoa que valoriza o transcendente, que não se prende ao momento e muito menos ao que é transitório. Andar como Cristo andou é investir a vida em pessoas, desejando que essa comunhão e relação se estenda por toda a eternidade.


A canção do padre Zezinho se fundamenta na seguinte pergunta: O que é preciso para ser feliz? Entretanto, a resposta é mais ampla pois mostra o que é preciso para ser um cristão autêntico e o apóstolo João diz-nos como podemos andar como Cristo andou. Sendo assim, diante da canção e do texto, fica a pergunta: Somos realmente cristãos?

40 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page