top of page
Buscar

Exploradores da fé


Esses dias, vi um meme com a resposta de Senhor Jesus ao jovem rico: “Se você quer ser perfeito, vá, venda todos os seus bens e dê o dinheiro aos pobres. Então você terá um tesouro no céu. Depois, venha e siga-me” (Mt 19.21) e, depois do texto apresenta a imagem alguns religiosos milionários a desculparem-se, recusando o que Mestre disse. A verdade é que o apóstolo Paulo, nos seus dias, percebeu que havia homens que se afirmavam como líderes apenas com o intuito de enriquecer. Portanto, ele advertiu Timóteo sobre esses exploradores da fé assim:



Talvez alguns nos contradigam, mas estes são os verdadeiros ensinamentos do Senhor Jesus Cristo, que conduzem a uma vida de devoção. Quem ensina algo diferente é arrogante e sem entendimento. Vive com o desejo doentio de discutir o significado das palavras e provoca contendas que resultam em inveja, divisão, difamação e suspeitas malignas. Pessoas assim sempre causam problemas. Têm a mente corrompida e deram as costas à verdade. Para elas, a vida de devoção é apenas uma forma de enriquecer. No entanto, a devoção acompanhada de contentamento é, em si mesma, grande riqueza. Afinal, não trouxemos nada conosco quando viemos ao mundo, e nada levaremos quando o deixarmos. Portanto, se temos alimento e roupa, estejamos contentes. Mas aqueles que desejam enriquecer caem em tentações e armadilhas e em muitos desejos tolos e nocivos, que os levam à ruína e destruição. Pois o amor ao dinheiro é a raiz de todo mal. E alguns, por tanto desejarem dinheiro, desviaram-se da fé e afligiram a si mesmos com muitos sofrimentos (1 Tm 6.3-10). 


O que o texto nos ensina sobre os exploradores da fé?


A primeira lição que o texto apresenta é que os exploradores da fé se desviaram dos ensinamentos de Jesus. Esses líderes não estão preocupados com o verdadeiro ensino, afastam-se da verdadeira doutrina e não são nada piedosos. Esses líderes não se preocupam com a essência do evangelho.


A segunda lição que o texto apresenta é que os exploradores da fé são pessoas arrogantes e que alimentam a confusão. Esses líderes vivem envolvendo-se em discussões, em contendas, querem estar na ribalta e, para isso, não se importam de difamar outros e fazem-no mentindo sem pejo.


A terceira lição que o texto apresenta é que os exploradores da fé são pessoas que amam o dinheiro e não a Deus. Eles falam em nome de Deus, mas fazem-no seus próprios interesses, desejam enriquecer ao manipular as pessoas, com o objetivo de extrair o máximo possível em benefício próprio.


Por último, os exploradores da fé não se contentam com o que têm, eles querem sempre mais, são cobiçosos e na sua cobiça passam amar a mais o dinheiro que a Deus, não se satisfazem e muito menos se realizam com o que têm. Esses se desviaram da fé e seguem apenas os seus próprios interesses.

83 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page