Buscar

Faça a coisa certa


Sou o filho mais novo de quatro e cresci vendo meu pai valorizando seus amigos, mesmo que estes pensassem de forma diferente da dele, pois para ele, os amigos deveriam ser guardados no coração. Recordo uma das últimas conversas que tive com ele, pois nela o meu velho disse que nos tinha passado algo muito valioso, ou seja, valores. Certa vez, tive o privilégio de reencontrar o filho de um grande amigo de meu pai, não apenas amigo, mas alguém que confiou plenamente nele, ao ponto de depositar tudo o que possuía aos cuidados dele. O meu velho pai, homem honrado me disse que poderia ter ficado muito rico, mas não teria condições de dormir sossegado. Ele disse que preferiu honrar a amizade do amigo e fazer a coisa certa. Meu pai ensinou-me a fazer a coisa certa, com palavras e exemplo, mas antes dele, o apóstolo Paulo fez o mesmo com Timóteo quando o orientou e advertiu-o:


Você, porém, que é um homem de Deus, fuja de todas essas coisas más. Busque a justiça, a devoção e também a fé, o amor, a perseverança e a mansidão. Lute o bom combate da fé. Apegue-se firmemente à vida eterna para a qual foi chamado e que tão bem você declarou na presença de muitas testemunhas. Diante de Deus, que a todos dá vida, e de Cristo Jesus, que deu bom testemunho perante Pôncio Pilatos, encarrego-o de obedecer a esta ordem sem vacilar. Assim, ninguém poderá acusá-lo de coisa alguma, desde agora até a volta de nosso Senhor Jesus Cristo. Pois: No devido tempo ele será revelado do céu pelo bendito e único Deus todo-poderoso, o Rei dos reis e Senhor dos senhores. Somente a ele pertence a imortalidade, e ele habita em luz tão resplandecente que nenhum ser humano pode se aproximar dele. Ninguém jamais o viu, nem pode ver. A ele sejam honra e poder para sempre! Amém (1 Tm 6.11-16). 

Quais são os conselhos de Paulo para o jovem Timóteo e para nós?


O primeiro conselho que é preciso reter é o de não ser escravo do dinheiro. O apóstolo havia falado sobre os exploradores da fé e agora diz para Timóteo não seguir o exemplo deles. Portanto, o primeiro conselho que o apóstolo dá é para que a pessoa não se conduza na vida como uma escrava do ter, ou seja, o dinheiro acima de tudo, o ganho pelo ganho, que faz com que a pessoa se torne escrava do dinheiro.


O segundo conselho que o apóstolo dá ao jovem Timóteo e a nós é para que nos firmemos nas coisas de Deus. O contraponto é magnífico, pois enquanto os mercadores da fé se afastam de Deus, se tornam escravos do dinheiro. Paulo, então mostra que o cristão verdadeiro aprende a depender de Deus e cultiva em sua vida as virtudes de Cristo.

Por último, fica-nos a conclusão que ética e doutrina caminham de mãos dadas. O apóstolo declara que é preciso fugir do mal, deixar de lado o amor ao dinheiro e fugir dos desejos malignos, para buscar cultivar em sua vida a justiça a piedade, a fé e o amor. Portanto, é preciso viver de maneira fiel e íntegra. O apóstolo fundamenta o viver aqui e agora na perspectiva da vida futura, com o próprio Senhor Jesus.


A Bíblia nos relata que o apóstolo Paulo orientou Timóteo a fazer a coisa certa. O meu pai, servo de Jesus Cristo, não se deixou seduzir pelo dinheiro e fez o que deveria fazer. A pergunta que eu deixo é: Estamos dispostos a agir corretamente, ética e doutrinariamente?

84 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Negue-se