top of page
Buscar

Imutável



Vivemos um momento de instabilidade generalizada. A verdade é que a vida é imprevisível. Não temos garantias de nada, e a única certeza que carregamos é que um dia a morte vai bater à nossa porta. Entretanto, enquanto ela não chega é preciso viver e saber viver.

Dentro de um cenário político, precisamos compreender que os governos vêm e vão. Eles são passageiros. Não importa se é um excelente governante ou péssimo, ele passará. Toda mudança gera expectativas, o anseio de que as coisas melhorem e isto é completamente natural. Devemos estar cientes da transitoriedade não apenas dos governantes, mas da própria vida. Sim, estamos aqui de passagem e a caminho do nosso verdadeiro lar.

Houve um momento na vida do profeta Isaías que ele viveu essa tensão da transitoriedade e instabilidade política. O rei Uzias havia morrido e seu filho Jotão foi o seu sucessor, assumindo o trono. E toda mudança de governo gera expectativas. O profeta estava apreensivo com o que poderia acontecer. E foi vivendo esse momento de incerteza que o profeta se dirigiu ao templo. É magnífico ler este relato das Escrituras, pois o texto afirma:


"No ano em que morreu o rei Uzias, eu vi também ao Senhor assentado sobre um alto e sublime trono; e a cauda do seu manto enchia o templo.
Serafins estavam por cima dele; cada um tinha seis asas; com duas cobriam os seus rostos, e com duas cobriam os seus pés, e com duas voavam.
E clamavam uns aos outros, dizendo: Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos; toda a terra está cheia da sua glória.
E os umbrais das portas se moveram à voz do que clamava, e a casa se encheu de fumaça.
Então disse eu: Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o Senhor dos Exércitos.
Porém um dos serafins voou para mim, trazendo na sua mão uma brasa viva, que tirara do altar com uma tenaz;
E com a brasa tocou a minha boca, e disse: Eis que isto tocou os teus lábios; e a tua iniqüidade foi tirada, e expiado o teu pecado."

Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim. (Is 6.1-8)

Este texto é simplesmente magnífico e reconfortante!

Lendo este texto aprendo que nas incertezas da vida, nas minhas inquietudes e temores posso sempre me dirigir a Deus que não é abalado por nada. Ele permanece imutável. Todos nós podemos ser abalados pelas situações da vida e nas horas de crise e dores existenciais, que possamos fazer como o profeta e dirigirmo-nos ao templo, à presença de Deus.

Diante das minhas angústias e fragilidades, vivendo meus temores e dissabores, posso achegar-me a Deus e n’Ele encontro cura e perdão. Ele é o Deus que nos toca e nos sara. Deus está pronto para me acolher e me ouvir.

Num tempo de incertezas, onde não temos garantias de nada, é o momento de nos voltarmos para Deus, vê-lo e perceber que Ele está pronto para nos ouvir e curar. Ele é o mesmo, como diz o autor de Hebreus: “Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente.” (Hb 13.8).


#vidaespiritual #Jesus #imutável #eterno

61 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page