top of page
Buscar

Jesus: O Deus da igualdade


Faz tempo que escutamos falar sobre luta de classes e, no presente momento, vemos a luta das mulheres e de tantas outras pessoas que insistem em ter visibilidade e os mesmos direitos que os demais têm. É fato que vivemos em uma sociedade desigual, onde uns são mais valorizados que os outros, em que alguns poucos tem todos os privilégios e direitos, enquanto uma grande maioria sofre e vive à margem. Hoje vemos a luta das mulheres, que querem ser tratadas com dignidade e igualdade e se caminharmos pela história perceberemos que elas eram postas de lado. Entretanto, o Senhor Jesus deu visibilidade às mulheres, tratou-as como igual e permitiu que elas viajassem com Ele. Devemos recordar o que diz o pastor e escritor Ortberg: “Mulheres não viajavam com homens. Elas eram geralmente incentivadas a permanecer dentro de casa. No teatro grego, as mulheres que assistiam às peças eram geralmente escravas e prostitutas, porque as encenações eram feitas ao ar livre, e as mulheres urbanas e respeitáveis, assim como as jovens solteiras, deveriam ficar em casa, fora de vista”. Jesus, conviveu com as mulheres, deu-lhes dignidade e permitiu que elas caminhassem ao seu lado, que viajassem com ele. O evangelho de Lucas dá-nos a seguinte narrativa:


“Pouco tempo depois, Jesus começou a percorrer as cidades e os povoados vizinhos, anunciando as boas-novas a respeito do reino de Deus. Iam com ele os Doze e também algumas mulheres que tinham sido curadas de espíritos impuros e enfermidades. Entre elas estavam Maria Madalena, de quem ele havia expulsado sete demônios; Joana, esposa de Cuza, administrador de Herodes; Susana, e muitas outras que contribuíam com seus próprios recursos para o sustento de Jesus e seus discípulos” (Lc 8.1-3). 

Diante desse texto, quais são as lições que aprendemos?


Numa sociedade segregacionista, Jesus, o Deus da igualdade, ensina que homem e mulher têm o mesmo valor. Quando atentamos para os evangelhos, veremos sempre Jesus dignificando as mulheres, mostrando que elas são portadoras de dignidade. Jesus, o Deus da igualdade, ensina que mulheres e homens são iguais perante Deus e o são justamente porque foram criados à imagem e semelhança de Deus.

Nesse mundo desigual, Jesus, o Deus da igualdade, ensina que mulheres têm o direito de ir e vir livremente. Jesus, o Deus da igualdade, permitiu que essas mulheres caminhassem com Ele, pois eram dignas e tinham o mesmo direito de ir e vir sem serem incomodadas ou molestadas. Numa sociedade desigual, podemos até imaginar o falatório, mas o Deus que está muito acima do disse me disse, dignificou as mulheres e mostrou que elas eram dignas de ir e vir e de fazerem parte do grupo dos seus discípulos.

Numa sociedade preconceituosa, sectária, Jesus, o Deus da igualdade, ensina que as mulheres têm os mesmos direitos dos homens e tal e que elas podem seguir com o mestre pregando e ensinando o evangelho. Numa época em que as mulheres eram tratadas como objetos, como pertença de um homem, Jesus, o Deus da igualdade, dignificou-as e mostrou para a sociedade de seus dias que as mulheres têm o mesmo valor que os homens e podem e devem caminhar com o Mestre ensinando e pregando o evangelho do Reino.

Jesus, o Deus da igualdade, ensina que todos tem valor e que todo ser humano deve ser tratado com respeito e dignidade, pois cada um manifesta ao outro a imagem e semelhança de Deus. Portanto, é fundamental honrar e dignificar o ser humano. A questão é: Tratas a todas as pessoas de igual modo?

130 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page