Buscar

Jesus: O Deus rejeitado


Nas relações humanas, amar alguém não faz com que o outro ame de volta e, por isso, amar é correr o risco de ser ridicularizado, posto de lado, ser completamente rejeitado. Quem ama não tem garantia alguma de que o ser amado irá lhe devotar amor, pois quem ama simplesmente ama e vive o amor de maneira intensa. O Senhor Jesus, Deus encarnado, jamais desistiu de amar, mas por amar, sentiu o peso da rejeição, de ser preterido e posto de lado. Certa vez, quando estava chegando a Jerusalém, o Mestre fez a seguinte declaração:


“Jerusalém, Jerusalém, que matas os profetas, e apedrejas os que te são enviados! quantas vezes quis eu ajuntar os teus filhos, como a galinha ajunta os seus pintos debaixo das asas, e tu não quiseste! (Mt 23.37). 

O Senhor, sentiu o peso da rejeição, amou, mas não foi amado.


O que aprendemos com essa declaração de Jesus?


Jesus, o Deus rejeitado nos ensina que quem ama respeita a decisão do outro. O amor não se impõe à força, ele não violenta o outro, o que Jesus ensina é que o amor respeita a decisão do outro e deixa-o livre para seguir seu caminho. Jesus, o Deus rejeitado, amou o povo de Israel e amou-os até o fim, mas não os forçou a aceitarem o seu amor, até porque amor é dádiva e se a pessoa recusa é essencial respeitar o desejo do outro.

Jesus, o Deus rejeitado, nos ensina que o amor promove cuidado e proteção. A imagem que Jesus utiliza é fortíssima, pois quando uma galinha junta seus pintos debaixo de suas asas é pra cuidar e proteger e não permitir que ninguém lhes cause dano. Jesus, o Deus rejeitado, declarou que desejava cuidar e proteger o povo de Israel, pois quem ama cuida.


Jesus, o Deus rejeitado ensina que quem ama insiste em conquistar o ser amado. O texto mostra a consciência que o Senhor tinha do povo de Israel e do que eles eram capazes de fazer, mas declara que apesar deles serem assim, insistiu, buscou-os várias vezes, fez de tudo para conquistá-los, mas eles não o quiseram e rejeitaram o Senhor. O interessante na declaração do Mestre é que fica claro que o amor não se doa independente da pessoa, pois o texto deixa claro que aquelas pessoas eram más, violentas e que desprezavam inclusive os enviados de Deus e, apesar disso, elas eram amadas por Deus.


Jesus, o Deus rejeitado, é o Deus que não desisti de amar e que continua desejando promover cuidado e proteção para todos os que quiserem se aninhar debaixo de suas asas. É fundamental entender que o Senhor não força ninguém, Ele respeita a decisão das pessoas. Entretanto, num tempo de incertezas a pergunta que fica é: Irás rejeitar ou te aninhar sob os cuidados e proteção do Senhor Jesus, o Deus que não rejeita ninguém?

81 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Negue-se