top of page
Buscar

O que é a Igreja?



Ao lermos o evangelho de Marcos observamos que, para Jesus, o importante era estar com as pessoas, junto elas. Entretanto, houve um momento em que o Senhor afastou-se e chamou um grupo específico para que estive com Ele e também para serem revestidas com autoridade para pregar e expulsar os demônios. O texto bíblico declara:


Depois, Jesus subiu a um monte e chamou aqueles que ele desejava que o acompanhassem, e eles foram. Escolheu doze e os chamou seus apóstolos, para que o seguissem e fossem enviados para anunciar sua mensagem, e lhes deu autoridade para expulsar demônios. Estes foram os doze que ele escolheu: Simão, a quem ele chamou Pedro, Tiago e João, filhos de Zebedeu, aos quais deu o nome de Boanerges, que significa “filhos do trovão”, André, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu, Tadeu, Simão, o cananeu, Judas Iscariotes, que depois o traiu. (Mc 3.13-19). 

Portanto, estamos diante de um texto que nos diz o que é a igreja e qual é a sua missão. Sendo assim, depois de lido o texto, vejamos quais são as lições do mesmo para as nossas vidas.


O texto ensina que a igreja é um grupo de pessoas que ouviram o chamado de Jesus. Portanto, fica claro que é Jesus quem nos escolhe e nos chama para junto de Si e por estarmos com Ele. Desfrutando de sua companhia, descobrimos que a razão de ser e existir é adorar a Deus e viver em comunhão com o nosso semelhante.


Igreja não é uma instituição, e muito menos um edifício. A “Igreja” são pessoas que escutaram o chamado de Jesus e em comunhão caminham com o Mestre.


O texto também ensina que a igreja é um grupo de pessoas comissionadas por Deus. Não somos chamados para ficar na ociosidade, pois o Senhor Jesus chamou os discípulos para capacitá-los para que pregassem e expulsassem demônios.


A igreja é chamada para exercer um ministério, ela precisa obedecer Àquele que a chamou e comissionou para manifestar à glória de Deus num mundo maculado e que está se degradando. Sendo assim, é fundamental que haja obediência e fidelidade. George Augustin afirma: “A fidelidade ao Senhor da igreja, juntamente com a abertura intelectual para a intervenção do Espírito Santo, são o caminho missionário que mais sucesso promete. Simultaneamente, exige-se a todos os anunciantes da fé que sigam e testemunhem Jesus Cristo de uma forma autêntica, com as suas vidas” e o façam no cumprimento do seu ministério.


Um outro ensinamento desse texto é que a igreja é um grupo heterogêneo de pessoas, ela se faz na diferença e no convívio da mesma. Quando atentamos para o nome dos doze escolhidos percebemos a diversidade do grupo. Entretanto, o que não nos damos conta é que esse é um grupo que está unido e só pode estar unido em comunhão por causa de Jesus, pois se atentarmos bem, encontraremos pescadores, publicados, zelotes, ou seja, gente que jamais aceitaria caminhar lado a lado. Portanto, a igreja é o lugar da aceitação, onde a harmonia reina apesar da diferença e diversidade.


Jesus ensina que aqueles que ouvem o seu chamado precisam vencer as barreiras do preconceito e estar juntos em comunhão respeitando-se mutuamente, servindo e obedecendo o Mestre.


A última lição serve como advertência e mostra que é preciso cuidado, pois a traição é uma realidade. O último nome citado por Marcos é o de Judas Iscariotes, aquele que traiu o Mestre. Dessa forma, é preciso cuidado para que não nos deixemos seduzir pela missão, pelo poder e viremos às costas para o Senhor.


Se formos sinceros teremos que dizer que todos abandonaram o Mestre, mas Judas foi o único que não se arrependeu. Portanto, precisamos ter cuidado e devemos olhar com atenção para nossas vidas e que jamais troquemos o Senhor por um saco de moedas.


#igreja #Jesus

151 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page