Buscar

Prioridades



O economista, Dani Rodrik, deu uma entrevista ao jornal El País, e, em uma de suas respostas declarou: “Esta crise nos ensina que nossas prioridades estavam equivocadas". Esta declaração é precisa e mostra-nos que realmente, precisamos parar e rever nossa vida, onde estamos investindo o nosso tempo e quais são as nossas prioridades.


Esta crise nos dá a oportunidade de nos reencontrarmos com a família. Ela abre-nos tempo para a família e tempo para nós próprios. Sendo assim, temos tempo para refletir e perceber que o ter não dá segurança nenhuma. Nunca a nossa prioridade deve ser o ter, mas sim o ser e é no ser que precisamos investir as nossas vidas. Portanto, neste momento de crise, vamos investir no diálogo, vamos procurar nos dar a conhecer e reconhecer aqueles que amamos, mas que no dia-a-dia, na azáfama não tínhamos tempo para estar juntos. É momento de priorizar o diálogo familiar e investir na família.


Esta crise, serve para mostrar que a vida é o nosso bem maior e ela é muito frágil e breve. Portanto, é preciso saber viver e se faz necessário viver bem. É fundamental cuidar do ser, amar-se a si mesmo. Cecil Osborne escreveu: “Aqueles que aprenderam a amar a si mesmos apropriadamente têm a tendência de amar os outros.” Ame-se e para fazê-lo, o primeiro passo é a auto-aceitação. Aceite-se de modo incondicional e se perdoe.


Este tem sido um tempo em que o transcendente passou a ter significado. A vida não pode ser somente este breve momento. Sendo assim, esta abertura para a espiritualidade nos projeta para Deus e se Ele é real, precisamos nos relacionar de maneira correta com Ele. Osborne diz: “Quando aprendemos a colaborar com as leis de Deus e nos tornamos desejosos de ter o Seu melhor quando não temermos mais sua vontade, mas procurarmos como o supremo bem para a nossa vida, poderemos crer no que Deus já crê acerca de nós – que podemos ser muito mais do que somos.


Chegou o momento de deixarmos de ser o centro do mundo, e ver que a prioridade maior é nossa relação com o Criador. Devemos nos voltar para Deus. Jesus, no seu sermão da montanha disse: “buscai, pois, em primeiro lugar, o seu reino e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.” (Mt 6.33). Dê prioridade à sua relação com Deus, aproveite

este tempo para estar em comunhão plena com Ele.


Esta crise é também uma oportunidade para mudarmos. É tempo de rever as nossas prioridades e perceber que tudo se resume na resposta que Jesus deu ao doutor da Lei: “E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo.” (Mt 22.37-39). Precisamos amar, mas amar primeiramente a Deus, depois o próximo como nós próprios nos amamos. A nossa prioridade é sempre o ser e nunca o ter. Portanto, usemos coisas e amemos o ser.


#vida #prioridades #Jesus

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo