top of page
Buscar

Quem é sábio?


Todos nós, ao longo da vida, enfrentamos problemas e atravessamos por dificuldades. São nesses momentos que precisamos de pessoas que nos ajudem nas tomadas de decisões, ou seja, queremos que essas pessoas sejam experimentadas, que tenham a capacidade de nos aconselhar diante das pressões que estamos atravessando. O autor de Eclesiastes lidou com essa realidade ao afirmar:


Quem é comparável ao sábio, que conhece a razão das coisas? A sabedoria de um homem ilumina-lhe o semblante e a severidade de seus traços é modificada por ela (Ec 8.1). 

Esse pequeno versículo é profundo demais, pois o pregador questiona, quem é como o sábio? Entretanto, devemos entender que o sábio é aquele que tem a capacidade de discernir a verdade por trás das aparências. Portanto, o que o texto nos ensina?


O texto ensina que sábio é aquele que interpreta o sentido da vida, ou seja, é aquele que tem a capacidade de analisar as circunstâncias da vida e descobrir a verdade e não se deixar perturbar diante dos conflitos. Ele é aquele que aprende com as experiências e segue em frente. É uma pessoa que interpreta o sentido da vida, aprende a dar tempo ao tempo e que não se deixa vencer pela ira.


O texto ensina que sábio é aquele que se torna uma fonte de bênção para os demais. Portanto, o sábio é uma pessoa humilde e que está disponível aos demais para apoiá-las em suas necessidades, pois é uma pessoa que sabe avaliar as situações sem se deixar levar pelas circunstâncias.

O sábio é aquele que serve, que se disponibiliza e tem as respostas bem refletidas para aqueles que o buscam.


Por último, o texto ensina que sábio é aquele que permite que sua vida seja um modelo para os demais. É interessante ver que o Pregador afirma que a sabedoria de um homem ilumina-lhe o semblante, ou seja, aquele que é sábio permite que em sua vida e feições seja vista a misericórdia, pois é uma pessoa que compreende o outro e não o condena.


O Pregador pergunta quem é semelhante ao sábio, que sabe o sentido das coisas. Essa é uma pergunta que reverbera por nossos dias e percebemos que carecemos de pessoas como o sábio. Entretanto, em nossa convivência será que temos visto pessoas que saibam avaliar as situações, o sentido de vida e que, por isso, são bênção para os demais e acima de tudo, pelo estilo de vida que levam são um exemplo para os demais?

Será que em nosso viver temos sido sábios?

64 visualizações1 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page