Buscar

Quero ser como uma criança



No Brasil, o dia da criança celebra-se no dia 12 de Outubro e aqui em Portugal comemora-se no dia 1 de Junho e, é interessante pensar num dia assim. Contudo, seria maravilhoso se todos os dias fossem dia da criança. Quisera que os adultos deixassem de ser tão adultos para poder viver como crianças. Não, não perdi a razão. Estou falando com muita razão, pois como afirmou Jostein Gaarder «o mundo ficou adulto demais». Como tal, perdeu a capacidade de se surpreender. A vida passou a ser uma mesmice e uma grande chatice. A rotina toma conta da vida e faz com que o ser humano perca a capacidade de se espantar e impressionar.

Não quero o dia da criança. Quero que vivamos como crianças e deixemos de ser adultos, chatos, carrancudos, que deixemos as nossas picuinhas de lado e abandonemos todo o nosso orgulho e ressentimento. Desejo que deixemos a mesmice e como crianças sejamos criativos. Inovemos e mesmo que tudo esteja sendo o mesmo, tenhamos a capacidade de sonhar com algo novo.

Quero continuar criança e ser criança com a capacidade de ser livre, sem me deixar escravizar por nada nem ninguém, até porque quando olho à minha volta reconheço que o mundo adulto é muito chato. É um mundo de preocupações, ansiedades e nano-preocupações sem sentido. É um mundo de tristeza e infelicidade. O adulto vive preso a si e cansado de tudo o que o cerca. Vive agarrado ao passado com o olho no futuro sem desfrutar do presente. Não quero isto para mim. Eu quero tal e qual uma criança viver o hoje e desfrutar o hoje com tudo o que ele tem para oferecer. É triste ver pessoas adultas angustiadas pelos problemas do futuro. Será que são realmente problemas ou apenas elucubrações de uma mente que está enfermando cada vez mais numa tentativa de viver antecipadamente. É preciso viver hoje sem se deixar escravizar com o amanhã. Charles Spurgeon afirmava. “A ansiedade não esgota as angústias do amanhã, ela apenas esgota a força do hoje.” Quanta gente esgotada hoje por causa do amanhã. É interessante pensar na declaração de Spurgeon reflectindo na declaração de Jesus: “Portanto, não devem andar preocupados com o dia de amanhã, porque o dia de amanhã já terá suas preocupações. Basta a cada dia a sua dificuldade” (Mt 6.34). Tal e qual uma criança, eu quero viver o hoje e preocupar-me com as coisas de hoje e não do amanhã que não sei se chegará.

Não quero essa vida adulta que fica agarrada na incerteza e frustração do amanhã. Não quero essa vida adulta que está aprisionada ao futuro e por isso, ela é vivida na tristeza e dúvida.

Quero ser como criança. Quero que todos os dias sejam de criança. A criança vive o hoje. Vive despretensiosamente. Vive livre e acima de tudo, tem uma capacidade fantástica de inovar, perdoar e conviver com o diferente. A criança tem a capacidade de estar aberta ao mundo e aprender dele e com ele. Ela tem a capacidade de surpreender-se e na sua surpresa ousa e ao ousar descobre coisas novas e vislumbra novos horizontes e isto, porque não se fecha.

O mundo é das crianças. O reino dos céus é para aqueles que se tornam como crianças. É para aqueles que fazem o caminho inverso. É para os que não se fecham e estão dispostos a aprender. É para aqueles que desejam conviver e viver ao lado de todos. É para os que estão abertos ao aprendizado. 

É magnífico ver que Jesus utilizou as crianças como exemplo aos adultos. Quando foi questionado sobre o maior no reino dos céus, ele afirmou que quem desejasse entrar no reino dos céus deveria se fazer como criança. Precisava tornar-se humilde como uma criança. Ele também disse para que deixassem as crianças ir até ele, pois delas é o reino dos céus. Não quero ser adulto. Não quero ficar de fora do reino.

Eu quero ser como uma criança. Quero preservar viva a criança que trago dentro de mim. Quero a cada dia surpreender-me com o novo, porque a cada novo dia traz consigo a alegria e a novidade da vida e aqueles com quem convivo e vivo ressurgem novos para mim.

Quero ser como uma criança para celebrar a vida e o hoje com alegria. Desejo como uma criança correr e caminhar ao lado teu. Desfrutar da tua companhia e brincar contigo, até porque a vida sem o sorriso, sem a brincadeira, não tem sentido.

Que todos os dias sejam da criança e o que o mundo jamais se torne adulto. Jesus nos ensina a caminhar para trás. Não seja adulto. Cresça, mas mantenha-se como criança na sua postura vivencial.

Quanto a mim, eu quero ser como uma criança!


#reflexão #vida #viver #criança

41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Seja feliz

Vida plena