Buscar

Uma grande lição



Creio que o momento que vivemos será um ponto de viragem em nossa história. E esta mudança dará início a um novo tempo, mesmo que a sociedade esteja cada vez mais violenta. O mundo está violento e ao fazermos uma retrospectiva, chegamos à conclusão que o desenvolvimento, de certa forma, desumanizou o ser humano. Portanto, a tendência é das coisas piorarem, não sou pessimista, mas realista. Paulo, em sua carta para Timóteo, diz o seguinte: “Fica sabendo que, quando chegarem os últimos tempos, hão-de vir tempos difíceis (selvagens, violentos)" (2 Tm 3.1). E ele segue declarando que o ser humano vai se tornar insensível, buscando apenas o seu próprio interesse, sem se importar com o seu semelhante.


O mundo em que vivemos é violento. É claro que as notícias que aparecem mostrando tanta brutalidade, violência, devem nos deixar chocados. Vivemos um tempo de selvageria desenfreada e só nos resta dizer que os tempos selvagens chegaram. Como poderemos enfrentá-los?


Em momentos de crise, de selvageria, é normal vermos o desespero no rosto das pessoas e até um certo sentimento de revolta. Quando a tragédia chega, a dor se faz sentir imediatamente. Ninguém gosta de sofrer, mas a realidade é que o sofrimento sempre bate à nossa porta, e ele é um excelente professor.



Sendo assim, é atravessando o caudal do sofrimento que vamos sendo ensinados a enfrentar os dias maus. 


Alguns anos atrás, assisti um programa televisivo que tratava de crianças com câncer. Que coisa triste ver o sofrimento daquelas crianças. Enquanto assistia aquela reportagem, com o coração apertado, vi aparecer uma criança, que deu-me uma grande lição. As crianças nos ensinam muito. A menina chamava-se Ana Gabriela, tinha nove anos e quando foi questionada sobre sua doença e o dilema que vivia, respondeu: “É só acreditar em Deus que fica tudo bem!”. Crianças têm a capacidade de simplificar as coisas. E a resposta, que Ana deu é de uma simplicidade, mas ao mesmo tempo de uma profundidade que nos deixa perplexos. Sem desespero, sem ansiedade, ela declarou sua fé e disse que Deus não mudou, não muda e jamais mudará. Ele permanece o mesmo, é o Deus que cuida e faz com que tudo, até as coisas más concorram para o bem daqueles que o amam (Rm 8.28).


Estamos passando por momentos difíceis, complicados, mas devemos entender que em todo o tempo, precisamos confiar em Deus. Nos tempos difíceis, temos que nos firmar nos ensinamentos da Palavra de Deus. Aquela criança, de maneira tão singela, mostrou que a fé, uma fé firmada em Deus, é que faz a diferença e isso é muito relevante, pois destrói a idolatração de muitos líderes religiosos que andam por aí. O Deus que Ana Gabriela confia é o mesmo que eu confio e Ele “é poderoso para fazer muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera” (Ef 3.20).



Confesso que, naquele dia, enquanto assistia aquele programa, Ana Gabriela, uma menina de nove anos, mexeu com as minhas estruturas. Sua firmeza e tranquilidade tocaram no ponto-chave do problema e, ao vê-la tão serena, tranquila, enfrentando seu calvário, aprendi que podemos conviver com a tragédia e viver apesar dela. Ela ensinou que devemos manter sempre a nossa confiança em Deus. 


Que possamos aprender esta grande lição e pô-la em prática em nosso viver e assim, desfrutar da vida.


#vida #ensinamentos #fé

49 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo